quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

PREFIRA OS AUTÊNTICOS

Não estou falando da preferência por produtos que não sejam pirateados neste Natal. Vou falar sobre pessoas. Aproveitar e dar minha opinião sobre aquilo que considero importante no relacionamento entre os seres humanos. Posso até estar enganado, mas é a minha opinião.

Acho que ninguém consegue ser “unanimidade” entre as pessoas se for alguém autêntico, isto é, não é possível agradar a “Gregos e Troianos” se você for uma pessoa séria e que tem opinião.

É uma antiga lei da sociedade que vem sendo cumprida desde os tempos mais remotos. Vez ou outra alguém tenta escapar desta norma universal usando algumas “máscaras” e consegue enganar os outros por um tempo. Mas o próprio tempo se incumbe de dar um fim nesta condição e o indivíduo acaba sendo descoberto. E, o que é pior, leva a fama de “hipócrita”.

Começo o texto desta maneira para dimensionar a minha posição sobre algumas coisas que acontecem no campo político, mostrando como alguns personagens deste mundo acabam por dar à política a pecha de podridão que tem hoje.

Não deveria ser assim. Todos nós respiramos política desde o momento em que acordamos, quer queiramos ou não. A vida de cada um de nós depende e muito da política e dos políticos. As condições do nosso bairro, as ruas pelos quais trafegamos, as escolas de nossos filhos, a água que consumimos, a maneira como o nosso lixo é recolhido e depositado, a maneira como somos atendidos nos órgãos públicos, o nosso sistema de saúde e a maneira como os nossos impostos são investidos no município. Enfim, são inúmeros os exemplos

É por esta razão que devemos nos preocupar bastante em preservar a “boa política” e os “bons políticos”. Devemos nos esforçar ao máximo para fazer valer os nossos direitos e as nossas necessidades.

Antes disso, porém, devemos nos preocupar, também, com os nossos deveres.
E quais são os nossos deveres? Muitos podem acreditar.

A partir do momento que jogamos um papel de bala na rua, como podemos exigir que a cidade fique limpa?

A partir do momento que concordamos em subornar alguém do serviço público, como exigir que não exista a corrupção?

A partir do momento que não nos interessamos se o dinheiro público está sendo bem usado, como exigir que a cidade tenha as melhorias que todos queremos?

Já disse que são muitos exemplos. Assim como também são muitas as nossas omissões. Mas existe uma regrinha simples na política para que, pelo menos, possamos amenizar o sentimento de repulsa que às vezes temos dos políticos.

Desconfie sempre das “Pessoas de Fachada”. Acredite. Existem elas existem aos montes dentro da política.
“Pessoas de fachada” são os “hipócritas”. Pessoas que, com falta de naturalidade, desejam ter um sentimento que não possuem sobre determinada questão. São os “cínicos” que debocham das pessoas aparentando virtudes que não possuem.

“Pessoas de Fachada” são aquelas que querem mostrar aos outros aquilo que não são.

Desconfie das “Pessoas de Fachada”. Prefira aos autênticos.

Prefira aos autênticos mesmo que eles digam “não” a você. Mesmo que eles tenham opiniões contrárias às suas. Mesmo que eles discutam com você e não concordem com as suas idéias.

Prefira aos autênticos!

Quando a maioria dos eleitores agirem assim, com certeza a política em geral dará um salto enorme de qualidade e nossos políticos enxergarão, definitivamente, que o nosso preço como cidadãos é muito mais alto do que eles pensam e maior ainda do que eles querem constantemente nos oferecer.

Prefira aos autênticos!

Nós, aqui em Descalvado, já demos um passo enorme para a transformação da nossa política. A maioria da população quis dar (e deu) um basta em muitas pessoas de fachada. A população de um modo em geral, deixou de lado o “sorriso cínico”, se esqueceu dos muitos “favorezinhos políticos”, ignorou muitos “interesses escusos” e em muitos, de certa forma, “deu de ombro” muitos “tapinhas nas costas”.

Mas ainda falta muita coisa a fazer. E será feito se continuarmos a buscar, cada vez mais, a seriedade dentro da nossa política. Só assim para que “Pessoas de Fachada” deixem de comandar o nosso município e interferir em nossa vida.

Por isso, repito, prefira os autênticos! E não pense você, que ser autêntico hoje em dia é uma tarefa fácil. Ser autêntico desagrada alguns. Ser autêntico nos coloca contrários a alguns interesses que movem a política. Ser autêntico incomoda quem move sua opinião de acordo com os seus interesses.

Mesmo assim, esforce-se. Seja autêntico a maior parte da sua vida.

O universo conspira a favor dos autênticos!

2 comentários:

márcio disse...

e põe fachada nisso!!!

Anônimo disse...

Pois é! As máscaras sempre caem, não tem jeito. Ninguém consegue viver de fachada pelo resto da vida.
E quando ela cai, corre-se o risco de o mascarado levar um tombo feio demais, o que ainda é pouco prá quem usa de todos os meios prá enganar o povo!

ARQUIVO