segunda-feira, 27 de outubro de 2008

O RATO GULOSO

video

GUARDA MUNICIPAL JÁ!

O apelo para a urgente criação da Guarda Municipal em Descalvado vem crescendo de forma progressiva no seio da sociedade, que vê na iniciativa a possibilidade de melhorias na segurança pública do município.
O tema foi destaque nos planos de governo dos três candidatos a prefeito nas últimas eleições (Panone, Henrique e Rubens) e mereceu o registro também dos participantes deste blog. Em 10 dias de postagem da nossa primeira enquete, que perguntou qual a primeira ação que o próximo governo deveria tomar, a criação da “guarda municipal” mereceu o voto de 43% dos participantes (17 pessoas)
Em seguida na preferência dos visitantes ficou a contratação de mais médicos especialistas (30%), a ampliação dos distritos industriais (28%) e a desapropriação do Salto do Pântano (17%).
Há tempos que Descalvado vem sofrendo com problemas de segurança, motivados pelo crescimento do município e da sua população e, em contrapartida, pelo não acompanhamento do crescimento do efetivo policial, o que tem sido motivo de muitos questionamentos das autoridades locais junto aos órgãos superiores da segurança pública.
A guarda municipal viria suprir com propriedade este vácuo. Além de zelar pelo patrimônio público, fazendo a vigilância de praças, prédios e outras dependências públicas, ainda poderia auxiliar o trabalho preventivo nas imediações das escolas, na segurança dos principais eventos realizados e no total apoio às forças policiais, tanto a militar quanto à civil.
Além disso, abriria uma nova fatia no mercado de trabalho para várias pessoas que se qualificarem para o ingresso na força policial municipal.
O assunto é antigo. Já mereceu diversas promessas ao longo dos anos dos mandatos da atual administração. Infelizmente não saiu do papel. Tudo o que se relacionou com a possibilidade da criação da guarda municipal não passou de especulação e jogo de palavras.
Inúmeras cidades da região já a possuem e tratam de incrementá-la a cada ano. Em São Carlos, por exemplo, o comandante da guarda municipal é um descalvadense. Trata-se do delegado aposentado João Jacintho do Amaral, que há anos vem respondendo por este trabalho na vizinha cidade. Será que alguém foi até lá conversar com ele?
Até agora faltou vontade às nossas autoridades executivas. Faltou vontade política para se implantar um órgão tão importante. Por que será?
Será que é por que a Guarda Municipal não se atrela a outros interesses, como a compra de massa asfáltica, desapropriação de terrenos, compra de prédios, aquisição de equipamentos hospitalares e conserto de máquinas, entre muitos outros?
Agora, no entanto, com a proximidade do próximo governo em 2009, parece que a possibilidade da criação da Guarda Municipal ganha corpo. Sabe-se que os recursos para a sua implantação existem no governo federal. É só apresentar um projeto decente e colocar a “mão na massa”.
Vamos esperar que isto realmente aconteça.

O QUE DEVEMOS VALORIZAR?

video

ARQUIVO